Desconheço quem na vida não sofre por dizer o que pensa, e fazer o que gosta... Claro que te darão as costas, por que o mais comôdo e aceitável, é permanecer dentro da ciranda deles, dentro daquilo que eles rotularam, e aí de quem não andar na linha do "trem" deles!

Rosângela Cunha

11 de mai de 2010

Saudade de VOCÊ, saudade de "enlouquecer"!


Andei alguns dias no mundo da lua,
vagando por aí pelas ruas,
quase "morrendo" de saudade tua!


Rosângela Cunha



.

9 comentários:

  1. Adoro Exupéry ;)
    Obrigada pela visita em meu blog!
    Volte sempre =*

    ResponderExcluir
  2. Realmente é complicado quando há ausência de certas pessoas nos fazem constante compamhia...

    abraço!

    ResponderExcluir
  3. Realmente é complicado quando há ausência de certas pessoas nos fazem constante compamhia...

    abraço!

    ResponderExcluir
  4. Obrigada pela visita.

    Me senti num jardim com borboletas valsando pelos cantos.

    Te dou a mão.
    E a flauta.


    A gente se vê no ar.

    Um beijo

    ResponderExcluir
  5. saudade é o amor que fica.

    ResponderExcluir
  6. não entendo o aprisionamento que ausência traz. Me fiz livre como livre é o amor, que chega sem avisar e sem aviso prévio vai embora, como pássaro que vai de flor em flor.

    Ler-te Rô é bálsamo.

    Beijo pra vc. bom final de semana.

    Hod.

    ResponderExcluir
  7. Ro,
    mata esta saudades então!!!!
    Não deixe nada guardado em seu coração...
    AMOR nunca é demais.

    beijos com carinho!

    Bia

    ResponderExcluir
  8. Essa saudade que leva a gente pra vagar por aí.
    Beijos

    ResponderExcluir
  9. Amada Amiga Rosângela:

    Queria eu um querubin mágico ser,para em amalgamento e mutação,da magia alquimica do amor,destilar intensa sensibilidade essa sua,tão em mel somente!

    bzu mãos suas

    viva la vida

    ResponderExcluir

Só conheço uma liberdade,
e essa é a liberdade
do pensamento.

Antoine de Saint-Exupéry