Desconheço quem na vida não sofre por dizer o que pensa, e fazer o que gosta... Claro que te darão as costas, por que o mais comôdo e aceitável, é permanecer dentro da ciranda deles, dentro daquilo que eles rotularam, e aí de quem não andar na linha do "trem" deles!

Rosângela Cunha

23 de mar de 2010

Passa, eu sei que passa!















Ao mesmo que te procuro nos lugares
que possivelmente te encontraria,
morro por dentro com a certeza de que
mesmo que eu te encontrasse,
nenhum de nós dois abriríamos mão
da vida que cada um tem em mente,
vivemos em lados completamente opostos,
e nesse caso, eu não posso deixar de concluir,
e ao mesmo tempo contrariar uma certa opinião
que diz “que os opostos se atraem”, sim,
atraem-se quando não existe passado,
aquela coisa que fica sempre nos lembrando
alguma coisa, interferindo, remoendo...
tão bom que pudéssemos viver um amor

diferente daquele que vivemos...
um amor decente, pra frente,
sem sombras, sem rastros
nenhum entre a gente,
só a magia de estarmos juntos outra vez,
como se fosse a primeira vez!

Rosângela Cunha

2 comentários:

  1. Rosângela. Esse amor é possível acontecer. Se for forte e verdadeiro, com certeza irá resultar na união de duas pessoas que se amam e se querem muito. Parabéns pelo blog, está lindo e com lindas postagens. Beijos, amiga.

    ResponderExcluir
  2. por aqui sempre... e te seguindo! bjo num carinho amigo!

    ResponderExcluir

Só conheço uma liberdade,
e essa é a liberdade
do pensamento.

Antoine de Saint-Exupéry