Desconheço quem na vida não sofre por dizer o que pensa, e fazer o que gosta... Claro que te darão as costas, por que o mais comôdo e aceitável, é permanecer dentro da ciranda deles, dentro daquilo que eles rotularam, e aí de quem não andar na linha do "trem" deles!

Rosângela Cunha

17 de mar de 2010

No que depender de mim


Naquilo que depender de mim
jamais me tornarei madura
nem nas ideias, nem no velho estilo enferrujado.
Serei eternamente verdinha,
com gosto de hortelã de tua boca,
incompleta, em fase experimental,
já dizia o poeta que"as coisas mais doces
custam muito a amadurecer"...
Portanto, amadurecer,
que demore a vida toda,
ou que nunca chegue a acontecer.
Naquilo que depender de mim,
que eu seja eternamente doce,
que nunca mais leve comigo
fardos tão pesados que nos
ombros por tanto tempo levei...
Que eu seja leve, e que possa flagrar
de vez em quando o meu coração,
a quem chamo de "músculo involuntário",
inspirada em Marisa Monte,
feliz, feliz e feliz...
Sem nenhuma razão visível
para um súbito contentamento,
que ele seja flagrado feliz simplesmente...
Naquilo que depender de mim,
eu vou viver cada novo dia intensamente
desejando sempre ardentemente
uma nova vertigem,
um novo entusiasmo ,
sem a terrível limitação dos acomodados,
que insistem sempre
em fazer o mesmo percurso
todos os dias, e sempre nos mesmos horários,
ao lado das mesmas pessoas,
desenhando os mesmos papos,
alimentando os mesmos sonhos,
sem jamais mudar de planos...
Eu não! quero para mim todo dia
sonhos novinhos em folhas
deslizando no meu peito.
Naquilo que só depende de mim,
enquanto eu puder “segurar” a onda,
enquanto eu estiver cheia de saúde,
enquanto os meus pés atingirem o chão,
enquanto o meu coração vibrar,
enquanto eu estiver lúcida,
não vou deixar nunca que
a minha idade cronológica exerça
qualquer tipo de domínio na eterna criança
que mora dentro de mim...
No que depender de mim,
manterei sempre viva a minha jovialidade interior,
e viverei tudo que o vento soprar ao meu favor.
No que depender de mim
vou viver até o último dia da minha vida
arriscando todo dia a minha própria vida,
mesmo sabendo que
com isso perderei “coisas”,
não importa...
O que importa mesmo
é não deixar de viver a vida..
No que depender de mim
todos os dias farei novos amigos,
e com todos eles terei uma relação de respeito,
de amor, de sorrisos,e de muita ternura para embalar...
Amigos são pedras preciosas,
feliz de quem tem um milhão...
Por isso sou feliz de “montão”!
No que depender de mim,
vou levar o resto da minha vida
embriagada de novos horizontes,
de novos olhares, e de renovadas armadilhas,
naquilo que depender de mim, pode crer,
não vou perder nenhum segundo do meu tempo
com quem não “viaja”,
com quem não sonha,
com quem não reage a cada batida do coração,
com quem pensa mesquinho,
com quem cultiva ódios e rancores,
Com quem planeja vingança,
com quem não altera a melodia da sua vida,
com quem não acredita no novo, no inesperado,
e por fim, só vou desperdiçar partes
do meu precioso tempo somente
com quem arrastar vida a fora
sorrisos, estrelas, flores, perfumes
desejos, e os mais ousados sonhos,
por que é do lado de gente assim
que o meu renovado quer
vai sempre pedir para estar.

Rosângela Cunha

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Só conheço uma liberdade,
e essa é a liberdade
do pensamento.

Antoine de Saint-Exupéry